O PRINCÍPIO MASCULINO E O PRINCÍPIO FEMININO – IV PARTE – “O HOMEM INTERIOR”

Slide15
 

O HOMEM INTERIOR 

(Para maiores informações sobre a dinâmica energética dos gêneros, veja o ebook “Caminhos Paralelos” disponível neste site).

É importante compreender que Mulher Interior e Homem Interior são conceitos que refletem a incorporação dos Princípios Feminino e Masculino pelo indivíduo segundo o seu estado de Consciência e dentro do seu campo de possibilidades. A excelência representa o reconhecimento consciente, humilde e ativo da capacidade e da necessidade de se comprometer com a vida. Em lugar de “iluminação”, o termo sugere realização em um sentido muito humano, individual e social.

Este artigo, em particular, responde à solicitação insistente que tenho recebido de tantos homens para que eu descreva minha visão do Homem Interior. Se parece que ignorei as necessidades do homem, é porque há pouco conhecimento sobre a identidade feminina. A mulher precisa compreender e aceitar a profundidade que incorpora para poder ancorar sua particular e urgente contribuição para a sociedade. De certa forma, os homens e toda a Criação estão esperando que as mulheres despertem, que deem voz aos seus poderes e visões e estabeleçam as bases para o ciclo que virá. Enquanto isto, os homens se encontram em uma situação bastante precária. Já não vivem mais no mundo que lhes foi prometido e para o qual se prepararam.

Não é o que falo que me faz mulher; é como percebo e o que é importante para mim. Não é o que faço, mas a perspectiva sob a qual faço, minha intenção e a maneira de fazer é que me define como mulher. Ainda que tenha sido tentada a escrever sobre o Homem Interior, não o fiz por falta de autoridade moral. Posso compreender e compartilhar meu mundo com os homens em seus termos, mas minha percepção do que está por trás das coisas, a maneira como as minhas habilidades funcionam e a qualidade das minhas expressões são claramente femininas. No entanto, tenho observado, ensinado e acompanhado o desenvolvimento de muitos homens e posso compreendê-los porque também me lembro da qualidade das minhas experiências de vidas passadas em que fui homem.

Estou sempre alerta aos grupos de homens para ver se eles se unem como as mulheres na busca de respostas existenciais, para explorar as possibilidades e, através desta experiência, compreender as mudanças radicais de padrões que estão aflorando e como estas mudanças afetam a expressão e a congruência no mundo ao qual eles estão acostumados. Não encontrei grupos de homens que fizessem isto. Ao invés de buscar respostas, meios, maneiras e explicações para formular soluções, preocupam-se mais com a forma do que com o conteúdo.

Leio sobre grupos que se reúnem em torno de temas e assuntos, mas não para compartilhar a experiência do eu interior. Estes grupos, frequentemente liderados por mestres do xamanismo, do sexo tântrico e da psicologia conceitual, envolvem-se em atividades e compreensão intelectuais. Este tipo de experiência é exclusivamente física e mental. Mobiliza para o espírito de aventura e para os desafios que refletem a estrutura e a interpretação que eles fazem de suas necessidades, baseados em valores do passado. O conceito de “interior” é assustador para o gênero masculino que não sabe como descrever ou manejar o que não tem forma. O lado qualitativo da experiência pessoal tem sido notoriamente um trabalho da mulher. Alguns homens estão despertando para o abismo que está dentro deles e estão assumindo funções de apoio, sem que, com isto, deixem de ser masculinos.

O feminino está na moda. A publicidade e o comércio em geral uniram-se às massas para oferecer versões superficiais de inspiração feminina. Mas, como estas estruturas estão construídas e manejadas por padrões masculinos, as coisas permanecem iguais. O Princípio Feminino, como esboçado nas primeiras três partes desta série, surge de uma configuração de polaridades interiores. Não pode ser “feito” ou imitado. Pode ser apoiado e entendido pelos homens, mas eles não podem concebê-lo.

Os homens tendem a se definir por sua situação e suas habilidades. Em virtude da estrutura física e mental, estão mais bem qualificados para serem regentes do mundo externo. São também os mestres, construtores e protetores da vida e formulam sistemas e estruturas. Sempre foi assim e sempre será. As mulheres não podem fazer tudo isto do mesmo modo. O Homem Interior continuará a expressar as virtudes do seu gênero a sua maneira.

O Homem Interior é aquele que se refinou pela observação e disciplina obtendo clareza e destilando as qualidades da mente e das relações espaciais. Não teme se destacar e não procura agradar ninguém. Sua realização determina a relação com suas criações e a eficiência em qualquer campo de expressão em que se encontre. Compromete-se com o mundo, suas atividades e formulações e demonstra seu valor individual ultrapassando a competitividade do homem comum. Mesmo nos bastidores, inspira solidez e estrutura.

Aqui estão algumas características do Homem Interior. Para maior clareza, vamos compará-las às habilidades semelhantes ou iguais às das mulheres.

Antes de tudo, está a nobreza. A nobreza refere-se ao caráter e, em particular, à integração do tipo de emoção sutil do homem com a clareza da sua mente organizada. A dignidade reflete a postura evocada no manejo da forma física e dos conceitos de maneira controlada, em uma presença consciente, como sua habilidade peculiar de integrar e sintetizar elementos. Manifesta força ou coragem, como força de vontade inquebrantável e estatura moral que são para ele tão importantes como o são a compaixão, a flexibilidade e a reciprocidade para a mulher.

De longe, a clareza é um dos atributos mais destacados do Homem Interior. O entendimento ocorre em consequência da sua habilidade de focalizar e manejar múltiplos dados concretos simultaneamente. É muito diferente da compreensão da mulher que compreende vários assuntos ao mesmo tempo acessando um complicado composto de possibilidades concorrentes.

O impulso que os homens têm para guiar e ajudar outras pessoas é o elemento que lhes permite serem excelentes instrutores e mestres, comunicando prática e claramente por meio da habilidade de desmontar elementos e reuni-los novamente.

Sob a perspectiva da mulher, de todas as qualidades do homem, a mais comovente é a humildade. A mulher pode ser subserviente para agradar ou sobreviver, mas há pouca ou nenhuma humildade nisto. Os homens podem ser genuinamente humildes quando combinam o entendimento do que são capazes com a inspiração dos seus ideais ternos e emotivos.

Surpreendentemente, o Homem Interior excede em generosidade. Por outro lado, a mulher, quando abraça seus ideais, incorpora a abundância da natureza, não conhecendo limites em sua preocupação constante com o manejo de recursos para suprir os filhos e toda a sociedade.

As mulheres se comovem profundamente com as demonstrações de amizade entre homens. O Homem Interior realmente respeita outro homem. Há um sentido agudo de “jogo limpo”. E estende este sentido aos aspectos da vida material sob sua responsabilidade no mundo.

O homem valoriza a verdade, literal ou metafísica, enquanto a mulher se contenta com a experiência mística intraduzível, mesmo que na vida cotidiana. Os homens inventaram votos e promessas para agradar as mulheres, mas elas permanecem no reino do subterfúgio e da insinuação. Os homens possuem habilidades para a abstração, o que não é fácil para as mulheres. Com a abstração, os homens manejam teorias e códices complexos, enquanto as mulheres abraçam intuitivamente verdades conceituais e informações holísticas.

Existem três áreas importantes em que ambos os gêneros igualmente se destacam. Olhar mais profundamente para a natureza da percepção e manejo da forma nos ajuda a entender a diferença e a qualidade única de cada contribuição para a humanidade.

As mulheres e homens “interiores” compartilham um mesmo propósito: a iluminação da humanidade e das nossas condições. Mas, as soluções de cada gênero diferem significativamente. A mulher inicia o processo a partir do seu próprio interior, do universo que habita e compartilha com a Criação. O homem inicia o processo a partir do exterior, do mundo que administra e constrói.

 

Criatividade

Com as visões das partes e do conjunto totalmente acessíveis, os homens destacam-se em reformular fatos e formas, além de alternar entre o primeiro e o segundo planos, relacionando elementos que não são originalmente compatíveis e inovando de maneira muito prática. A criatividade masculina sempre se volta para a eficácia material, a conveniência e a comodidade. Por outro lado, os homens, geralmente excelentes pensadores abstratos, estendem sua criatividade a conceitos matemáticos e científicos da vida dimensional, incluindo avanços tecnológicos e vida artificial.

Com uma ressonância que abraça tanto a profundidade como os contornos, a mulher é capaz de conceber, gestar e manifestar formas a partir do nada, receptiva e sempre respondendo às ondas sensíveis e à fluidez, à harmonia e à beleza. Com igual eficiência, suas soluções estressam a riqueza interior, a harmonia com a vida e a capacidade de reequilibrar que se sobrepõem ao equilíbrio estético, à produtividade e à praticidade. Sua criatividade volta-se às áreas de serviço com ênfase no aspecto humanitário e de bem estar. Mesmo que seja uma pessoa solitária, enfocará algum aspecto do seu espaço e da família – o companheirismo e o profissionalismo, assim como as influências espirituais que elevam e reformulam subliminarmente o mundo.

 

Responsabilidade

O termo responsabilidade é quase sinônimo das expectativas que recaem sobre os homens. Desde a infância, tudo o que um menino ouve é como ele tem que ser responsável e como tem que cuidar dos outros de forma muito concreta. Supõe-se que o homem sustente e dê significado ao grupo ao qual pertence. E, certamente, faz isto muito bem. Seu senso de responsabilidade estende-se a partir do seu próprio corpo e reverbera em cada pensamento: como ser mais produtivo, como alcançar maiores horizontes. “Como…” é a extensão da sua responsabilidade focalizada em construir, fazer, transmitir formas.

Os homens se “sentem” naturalmente responsáveis, não somente por ter sido inculcado neles a ideia de que têm que ser os provedores, mas porque eles não fazem distinção entre as formas com as quais lidam. Para eles, tudo depende da sua habilidade de agir e sustentar o poder, resultando em sucesso ou fracasso. O mundo parece girar em torno da sua atuação. O fato de ter propriedade, pressupostos e números, os muitos jogos de construção, carrinhos, trens, pequenos soldados e modelos de Hulk possibilitam seu treinamento durante a infância e se convertem nos elementos que passa a manejar diariamente.

A mulher também se sente responsável, mas a percepção ocorre através do seu talento para a simulação e sua habilidade para sentir o invisível, o mundo sensível que a rodeia. Se o marido não age como deveria, seja economicamente ou como parceiro sexual, ainda que pareça inconcebível para ele, para a mulher isto não tem muita relevância. Para ela, a harmonia, a paz e a beleza são as prioridades. Ela é naturalmente um ser diplomático que arca com o peso das tensões e do sofrimento do mundo sem se queixar.

Liderança

A liderança requer comunicação. O último século e, mais recentemente, há cinquenta anos, o termo liderança foi aplicado exclusivamente aos homens. Eles estão equipados para a liderança verbal e física. No entanto, com a educação globalizada que a mulher recebeu, igual à do homem em muitos lugares, nossos corpos se reformaram e nossa destreza mental e física se tornaram capazes de manejar os detalhes tão clara e precisamente quanto qualquer homem. Isto permitiu à mulher destacar-se em áreas de comunicação e expressão física onde antes não conseguia acesso.

Hoje, isto quer dizer que as mulheres podem comunicar o que sentem, veem e compreendem de maneira clara e também aplicar a informação de forma global por meio do que tradicionalmente haviam sido postos masculinos. A mulher demonstrou que pode ser tão boa líder como qualquer homem. No entanto, as implicações disto vão muito mais longe. Ao descobrir a plenitude e autenticidade das suas habilidades não lineares, a mulher poderá redirecionar, requalificar e reestruturar todo sistema . Agora, está equipada para liderar o mundo a caminho do novo Ciclo Feminino, com o apoio do seu irmão. A Mulher Interior lidera sem competição ou revanche, simplesmente porque quer que o mundo seja melhor para todos.

O Homem Interior, assim como a Mulher Interior, é capaz de sustentar-se inteiramente sobre os próprios pés. É o homem que pode chegar a ser, contribuindo para o nosso mundo comum ao incorporar o Princípio Masculino através da sua estrutura, em consciência e com a amplitude das suas habilidades. Enquanto suas irmãs são sacerdotisas, ele é o mestre que foi, é e sempre será… inspirado por elas. A transmissão do homem é direta, concreta e estruturada para perdurar para sempre. A transmissão da mulher é subliminar e invisível na maior parte das vezes.

Poderemos considerar o Homem Interior como um “gênio” em qualquer campo que escolha atuar. Quando se permite abraçar a ternura das suas emoções, é o ápice do entendimento, ajudando as mulheres a encontrar palavras onde não existiam e garantindo o incentivo para que elas revelem cada vez mais claramente as complexas profundezas que ele ajudará a traduzir para aplicar em nosso mundo.

Notadamente, o Homem Interior não é necessariamente um líder espiritual como Jesus, Buda ou Maomé. Não é especialmente visionário como um Gandhi e um Gorbachov, nem inventores e inovadores como Pasteur, Einstein e Tesla. São homens que estão se levantando para guiar a humanidade quase invisivelmente, do modo que é relevante e apropriado, sem corresponder às imagens machistas e às obrigações impostas há tanto tempo e sem necessitar de reconhecimento. Imperceptivelmente e sem compreender como, estes são os homens que estão liderando as mulheres para que sejam líderes.

Slide28

 

Tradução: Cláudia Avanzi

Blog Portugues

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Suscribirme a La Mujer Interior

Mantente informado de las novedades del blog por email